Villar, Mariana

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

Villar, Mariana.jpg

  • Mariana Villar é o nome artístico de Lucinda Costa Alves Figueira.

S. Brás do Alportel, 14/3/1927 - Lisboa, 29/4/1998.
É filha de mãe algarvia e de pai alentejano. Fez os seus estudos em Faro.
Em 1952/53 interpreta, como protagonista, o filme "Duas Causas", ao lado de Alves da Cunha.
Em 1960 vai viver para Lisboa onde fez trabalhos para o cinema, para o teatro e para a televisão.
Foi casada com Luís Francisco Rebelo que em 1962, escreveu expressamente para ela a peça Condenados à Vida que a censura não permitiu que subisse à cena.


  • Breve Biografia:
"Mariana Villar, é saudada como a revelação do ano. Em seguida, interpreta a protagonista de A Rua de Alfama (1953). Quando o Mar Galgou a Terra, é a sua terceira interpretação cinematográfica, em que mais uma vez o seu talento, beleza e fotogenia, encantam plateias. O filme, inteiramente rodado na ilha de São Miguel, nos Açores, é estreado em Lisboa no dia 27 de Maio de 1954, no Capitólio, e em Ponta Delgada, no Teatro Micaelense, a 01 de Maio. Bom Dia Senhora Professora, o título de uma curta metragem dirigida por Fernando Garcia, que Mariana Villar protagoniza para a educação de adultos. Convidada por Vasco Morgado para interpretar, no teatro, o papel principal de A Rainha do Ferro-Velho, que viria a ser feito por Laura Alves, Mariana Villar, que possuía grande sentido de responsabilidade, bom senso e modéstia, recusa, e prefere começar por um pequeno papel na comédia Lua de Mel Para Três, ao lado de Irene Isidro, António Silva, Assis Pacheco e Barroso Lopes, no Teatro Monumental." in site Ruas Com História


  • Teatro:

Lua de Mel para Três
Casado Sem Saber, de Tristan Bernard
Yerma, de Garcia Lorca
Dez Convites Para a Morte, de Agatha Christie
Joana D'Arc, de Jean Anouilh
O Amor dos Quatro Coronéis
Perdeu-se um Marido, de Frederico Pressler
Por Um Fio..., de Costa Ferreira
A Sogra de Luís XIV, de Georges Feydeau
O Palco da Vida, de Alessandro De Stefani
O João Valentão. de Amadeu do Vale
A Casa dos Vivos, de Graham Greene
Os Fantasmas, de Eduardo de Filippo
A Grande Jornada, de Frederico Pressler
O Sedutor, de Diego Fabbri
A cidade Não é Para Mim (1966)
O Processo, (1970) de Franz Kafka
Seis aparições de Lenine Sobre um Piano (1981), Noel Coward

  • Cinema:

Duas Causas (1953), de Henrique Campos
Rosa de Alfama (1953), de Henrique Campos
Quando o Mar Galgou a Terra (1954), de Henrique Campos
A Estrangeira (1982), de João Mário Grilo
Pôr do Sol no Areeiro (1983), de Eduardo Geada


  • Veja mais sobre Mariana Villar nos seguintes links:

- Filmografia na IMDB

- 2017 - Artigo “A Actriz Mariana Vilar, se fosse viva, faria hoje 90 anos de idade”, no site "Ruas com história".