Reis, Ema

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

Ema-reis.jpg

Ema Romero Santos Fonseca da Câmara Reis

Faro, 18.08.1897 - Lisboa, 24.08.1968.
Cantora, musicóloga e publicista que também usou o pseudónimo Vera Gharb.
Publicou várias obras sobre música.
Colaborou em : Imprensa Nova, Diário de Notícias, A Monarquia, Nacção Portuguesa, Música Contemporânea e Vida Mundial.
O seu nome faz parte da Toponímia de: Almada (Freguesia da Charneca de Caparica), Faro, Seixal (Freguesia de Corroios e Fernão Ferro).

  • Biografia
Escritora, promotora e musicóloga, Ema Romero Santos Fonseca da Câmara Reis nasceu em Faro, a 18 de agosto de 1897, e faleceu em Lisboa, a 24 de agosto de 1968. Era filha de António dos Santos Fonseca, militar, natural de Faro e de D. Marina Romero Santos Fonseca. Casou com o professor, escritor e jornalista Luís da Câmara Reis. Fez estudos musicais com a Senhora de Rangel Baptista e José Henrique dos Santos, e estudou Canto, com D. Eugénia Mantelli. Desde muito nova, deu a conhecer em estreia em Portugal compositores nacionais e estrangeiros.
Desde muito nova, deu a conhecer, aos portugueses, diversos Compositores nacionais e estrangeiros, muitos deles cujas obras, só por seu intermédio, foram ouvidas pela primeira vez no nosso País.
Organizou, a expensas suas, um grupo de polifonia vocal, «a capella», único então existente, ao qual deu a sua colaboração os melhores nomes de artista portugueses.
Cultivou como amadora a arte vocal, tendo interpretado óperas de autores de renome como »Zanetto«, de Mascagni, e »Portrait de Manon«, de Massenet. Promoveu centenas de concertos de câmara, nos quais revelou um grande número de obras inéditas em Portugal. Organizou, a expensas suas, um grupo de polifonia vocal »a capella«, único então existente no País, e divulgou o Lied.
In: https://www.musorbis.com/faro-e-os-seus-musicos/ e https://ruascomhistoria.wordpress.com/2016/10/27/marido-e-mulher-na-toponimia-do-mesmo-municipio-18/
  • Bibliografia

-“Divulgação Musical”cinco volumes,que testemunham a sua vasta actividade cultural mecenática .
-“Folhas Dispersas”, em 1923,
-“À Luz da Minha Alma”, em 1924,
-“Arte do Canto”, em 1927.
-Colaboração dispersa em publicações periódicas,

EmaReisjornal.pngEmaReisjornal3.pngEmaReisjornal4.pngEmaReisjornal5.png

- 1923 - "Erik Satie e os seis Reis" artigo sobre o compositor francês no nº7 da revista Contemporânea escrito porEma Romero Santos Fonseca da Câmara.
- Facebook
- Uma entrevista com D. Emma da Câmara Reys sobre a sua actividade artística nos últimos anos na revista Panorama musical Português
EmaEntrevista1.JPG
https://docplayer.com.br/docs-images/43/6072459/images/page_2.jpg