Passos, Bernardo de

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

BernardodePassosfoto.jpgEstatuaBernardoPassosSBAlportel.jpg

Bernardo Rodrigues de Passos
Nasceu em São Brás de Alportel a 29 de Outubro de 1876 e morreu em Faro a 2 de Junho de 1930.
Poeta.
Exerceu, após a Implantação da República, os cargos de Administrador do Concelho de Faro e, até ao seu falecimento, Secretário da Câmara Municipal.
Colaborou em várias publicações periódicas, de que é exemplo a II série da revista algarvia Alma nova (1915-1918).

  • Poemas

SAUDADES

Saudades de amor, são penas
Que nascem do coração…
E como as penas das aves,
Quantas mais, mais brandas são!

Meu coração fez um ninho
Como o das aves perfeito,
Juntando todas as penas
De que ele me encheu o peito…

E nesse ninho, a sonhar
Dorme, assim, horas serenas,
Como dorme um passarinho
Sobre o seu ninho de penas

REGRESSO

Minha aldeia, voltei! Avé-Marias…
Teu crepúsculo de oiro até parece
Que me canta e me embala e me adormece,
A florir a amargura dos meus dias…

Como a urze das tuas serranias,
Poeta aqui nasci, sem que o soubesse,
E aqui, -visão de estrelas e de prece,
Vi meu primeiro amor, quando me vias!

Minha aldeia, voltei! –Anoiteceu…
Sobre o meu coração como um ninho,
Estendes a asa de oiro do teu céu…

E ele dorme e sorri, -o abandonado!-
Como dorme e sorri um passarinho,
Sob a asa da mãe agasalhado.
In:http://diversidadesquecidas.blogspot.com/2010/12/bernardo-de-passos-poeta-algarvio.html

Dormita a aldeia ao longo da verdura,
E, em torno, as fontes vão cantando às mágoas…
Assim tranquila, caiadinha e pura,
Parece um cisne de brilhante alvura,
Sonhando quieto no frescor das águas…
(«Minha Aldeia», in A obra poética de Bernardo de Passos, Edição Câmara Municipal de São Brás de Alportel, 1983, p. 59)


  • Biografia
Bernardo Rodrigues de Passos nasceu em São Brás de Alportel a 29 de Outubro de 1876. Modesto, generoso, solidário e idealista, foi poeta por excelência.Bernardo Passos começou muito cedo a publicar as suas poesias em jornais do Algarve, assinando «Passos Júnior». Poeta de grande inspiração, sensibilidade e forma puríssima, cantou a paisagem algarvia, a Natureza e a Mulher! Através da sua obra demonstrou, de acordo com os seus ideais políticos, preocupações sociais e, com grande subtileza, fez críticas a favor dos mais desfavorecidos.
Bernardo de Passos abraçou profundamente os ideais republicanos, que defendeu, em muitos artigos assinados com o pseudónimo de «Brás Brasil», e divulgou, com atitudes únicas, nomeadamente dando aulas gratuitas no centro republicano então existente em São Brás de Alportel.
Depois de uma curta permanência em Lisboa, onde foi ajudante de farmácia, Bernardo de Passos foi escrivão em São Brás de Alportel e co-fundador e dirigente do jornal «Correio do Sul». Com a implantação da república foi nomeado administrador do concelho de Faro e depois secretário da Câmara Municipal de Faro, cargo que ocupou até ao seu falecimento.
In:https://www.cm-sbras.pt/pt/menu/200/personalidades-com-historia.aspx#bernardo-rodrigues-de-passos
  • Bibliografia

-Adeus (1902)
-Grão de Trigo (1907)
-Portugal na Cruz (1909)
-Bandeira da República (1913)
-A Árvore e o Ninho (1930, póstuma)
-Refúgio (1936, póstuma)
-Ecos da Serra (?)
-Publicou um panfleto anticlerical A Reacção no Algarve, em 1909
-Colaborou em várias publicações periódicas, muitas vezes utilizando pseudónimos como Bráz Brazil ou Passos Junior : -Alma Nova.
-O Sul, politicamente afeto a João Franco (1903).
-O Povo Algarvio [semanário republicano de Loulé] -Província do Algarve, de Tavira; -Correio do Sul, de Faro, entre outros.
-Em 1983 a Câmara Municipal de São Brás de Alportel editou a Obra Completa de Bernardo de Passos
LivroBernardoPassos.jpgLivrosBernardoPassos.jpgBernardo de Passos Correia Martins Biografia 2014 contracapa.jpgBernardo de Passos Correia Martins Biografia 2014.jpg

  • Pode saber mais sobre Bernardo Passos nos seguintes links:

- Biografia
- 2007 - A Câmara Municipal, ao assinalar esta data, pretende homenagear todos quantos, ao longo dos últimos 77 anos, após a morte do poeta a 2 de Junho de 1930, têm contribuído para perpetuar a sua memória. Bernardo de Passos, considerado o expoente maior da poesia são-brasense, deixou uma vasta obra literária e um percurso de vida singular, que ficaram para sempre guardados na memória das gentes da sua terra
- 2007 - Biografia
- 2016 - A equipa de conservação e restauro do Museu Municipal de Faro acaba de prestar uma importante colaboração técnica na recuperação do jazigo monumental no qual se encontram os restos mortais do poeta Bernardo Passos, um dos filhos mais ilustres da vila de São Brás de Alportel
JazigoBernardoPassos.jpg
- 2010 - Blogue de Albertina Granja com alguns poemas de Bernardo Passos
- 2014 - no Museu do Trajo, em São Brás de Alportel e inserido no âmbito das comemorações do Centenário da Elevação desta localidade algarvia a concelho, foi apresentada uma obra que analisa uma das figuras ilustres da terra: Bernardo Rodrigues de Passos.
- O espólio da família Passos no Museu do Trajo de S. Brás de Alportel. Entrevista de Ana Luísa Janeira a Emanuel Sancho, diretor do Museu.

Bernardo por rosalina.jpgEspóliobernardopassos.jpg