Marreiros, Glória Maria

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

Gloria-Marreiros-da-Cunha.jpg

Glória Maria Marreiros
Nasceu a 26.08.1929 em Monchique.
Estudou enfermagem na Escola Artur Ravara, em Lisboa, e enfermagem psiquiátrica na escola do Hospital Psiquiátrico Sobral Cid, em Coimbra, cidade onde, simultâneamente, fez, em 2 anos, o curso de Parteira na Faculdade de Medicina, exercendo, entre 1954 e 1961, na Maternidade Alfredo da Costa.
Licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Pós-Graduação em Museologia Social na Universidade Lusófona
A escrita esteve desde muito cedo presente na sua vida, tendo começado a colaborar aos 13 anos no jornal “Gazeta do Sul” do Montijo. Mais tarde escreveu para os jornais “República”, jornal de Monchique, “O Olhanense” e para o jornal de Lagos.
Autora de títulos que atravessam a ficção, a poesia e a etnografia,inscreve-se no movimento neo-realista Para além de colaborar em exposições temáticas e na elaboração de catálogos no Museu de S. Brás de Alportel, foi Presidente da Assembleia Geral do MINOM (Portugal) (Movimento Internacional para a Nova Museologia. Foi presidente da Assembleia Geral do Clube Estefânea. Pertenceu aos corpos sociais do Cine Clube ABC. Foi Membro do Conselho Superior da Casa do Algarve.
Com o intuito de incentivar o gosto pela leitura e pela escrita coloborou com várias escolas do 1º ciclo, (Cascais, Faro, Monchique, S. Brás de Alportel e Silves) tendo sido editados vários títulos em co-autoria com os alunos.


  • Por um Mundo Melhor


Por aquelas que sofrem
Protesta Mulher
Por aquelas que morrem
Protesta Mulher

Branca, rosada ou morena
no teu ventre brando e liso
cresce depressa a semente
nasce a vida, nasce gente
às vezes sem um sorriso
na tua boca serena

Pela alegria de VIVER
e dignidade de SER
Luta com os que lutam

O Mundo será melhor
Mulher

​8 de Março de 1977
In: Antes do Adeus
https://www.paginaapagina.pt/iniacutecio/previous/3

  • Biografia


Glória Marreiros é uma mulher invulgar, uma antifascista militante, desde a sua juventude. A diversidade de assuntos que aprofunda, as iniciativas de valorização pessoal que leva a cabo, as acções cívicas e políticas em que se envolve, a tenacidade com que enfrenta todas as adversidades que a vida lhe coloca, mostram bem a fibra desta cidadã.
Glória Maria Marreiros da Cunha nasceu em Marmelete (Monchique), a 26 de Agosto de 1929. Frequentou a escola primária em Lagos e, na mesma cidade, em ensino particular, estudou francês, piano e contabilidade.
Parteira diplomada pela Faculdade de Medicina de Coimbra e com o curso de enfermagem psiquiátrica da escola do Hospital psiquiátrico Sobral Cid, também em Coimbra, entre 1954 e 1961, foi parteira na Maternidade Alfredo da Costa, e trabalhou particularmente com o Dr. Pedro Monjardino na preparação e partos pelo método profiláctico «parto sem dor». Em 1962 publicou o seu primeiro livro “Maternidade”na Editora Seara Nova.
Colaboradora e estagiária do psiquiatra João dos Santos e colaboradora de Maria Amália Borges de Medeiros, Glória Marreiros agarrou com paixão o mundo da psicopedagogia e os problemas associados à saúde materno infantil. Foi colaboradora do Centro infantil Helen Keller e diretora e fundador do Jardim Infantil “Giroflé” em Lisboa.
Desde muito cedo militou na Oposição. Participou na campanha presidencial de 1958, tendo então aderido ao Partido Comunista.
Era casada com o engenheiro Henrique Pereira da Cunha [1932-2010], resistente antifascista preso em 1964, julgado e condenado em Tribunal Plenário, e só libertado em 1967, depois de ter passado pelas cadeias do Aljube, Caxias e Peniche.
Os problemas da condição feminina sempre a acompanharam. Foi uma das fundadoras do Movimento Democrático de Mulheres (MDM) e candidata pela CDE (Comissão Democrática Eleitoral), por Lisboa, nas eleições de 1969. Várias vezes interrogada pela PIDE. Integrou a Comissão de Socorro aos Presos Políticos e Famílias.
Já tardiamente, terminou uma Licenciatura em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e uma Pós-Graduação em Museologia Social na Universidade Lusófona. Esteve ligada a diversas iniciativas no campo da museologia.
Entretanto, nunca abandonou a militância cívica e política. De Maio de 1974 até às primeiras eleições autárquicas, fez parte da Comissão Administrativa da Freguesia de S. Jorge de Arroios.
Nas eleições autárquicas de 2013 (com 84 anos), foi candidata a uma freguesia, de Lisboa pela CDU. Actualmente integra associações cívicas, entre as quais o MDM, a União dos Resistentes Antifascistas (URAP) e a Comissão para a Memória do Forte de Peniche.
No início dos anos 70 licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Cerca de 20 anos mais tarde fez uma Pós-Graduação em Museologia Social na Universidade Lusófona.
In:https://www.jornaltornado.pt/gloria-marreiros-da-cunha-n-1929/


  • Bibliografia


Viveres, Saberes e Fazeres Tradicionais da mulher algarvia,LEDA
Um Algarve Outro: contado de boca em boca (estórias, ditos, mezinhas, adivinhas e o mais...)Livros Horizonte, 1991
Almirante Jorge Ramos Pereira, uma Vida um exemplo (Patrocínio da C.M de Caminha)
Lagos, séc. XVII e séc. XX Recolha Onomástica dos antropónimos e apelidos aos caminhos da história local.Ed C.M. de Lagos 1997
Quem Foi Quem, 200 algarvios do séc. XX.Edições Colibri, 2000
Gravidez e Maternidade, Ed. Caminho, 2002
Algarve, a gente e o mar (fotos de Júlio Bernardo);Livros Horizonte, 2002
O Poço dos desencantos;Ed. Campo das Letras, 2002
Louvor a Cascais : antologia em prosa e poética : do passado ao presente, 2003
A saúde dos seus dentes (Com Eduardo Cortez das Neves)Ed. Campo das Letras
Algarvios pelo Coração/ Algarvios por Nascimento, com personalidades do Concelho de Silves, Edições Colibri, 2015
Antes do Adeus de Glória Maria Marreiros obra em que se reúne um conjunto de poemas escritos desde 1950 até ao presente.

Para Crianças

Vogais e Consoantes de mãos dadas;Campo das Letras, 2002
Vogais e Consoantes, o carnaval das letrinhas Campo das Letras, 2005.
'Numa Roda-Viva. Letras e Algarismos – Palavras e Números'. Campo das Letras, 2007;
Abecedário a Rimar; Campo das Letras, 2007

LivrosGloriaMarreiros.JPG


GlóriaMarreirosEscola.JPG
Exemplo: com os alunos do 1º ciclo do Jardim- escola João de Deus de S. Bartolomeu de Messines (Ed da CM Silves, Casa museu João de Deus e Crédito Agrícola):Um Conto com Muitas Estórias.

http://casamuseujoaodedeus-parcerias.blogspot.com/2011/06/parceria-com-escritora-gloria-maria.html -

  • Pode saber mais sobre Glória Maria Marreiros nos seguintes links:

http://www.terraruiva.pt/2015/12/21/livro-algarvios-pelo-coracao-algarvios-por-nascimento-com-personalidades-do-concelho-de-silves/ - 2015 - Apresentação do livro de Glória Maria Marreiros “Algarvios pelo Coração / Algarvios por Nascimento” em Lagos, perante numerosa assistência constituída por amigos da escritora e muitos familiares das personalidades destacadas nesta obra.O livro, publicado pela Editora Colibri, traça as biografias de várias personalidades cuja vida esteve ligada ao Algarve, quer “pelo coração”, quer pelo “nascimento”.

http://silenciosememorias.blogspot.com/2014/06/0694-gloria-marreiros-ii.html - 2014 - Biografia de Glória Maria Marreiros

https://arquivos.rtp.pt/conteudos/gloria-maria-marreiros-e-afonso-dias/ - 2003 - Entrevista sobre a obra conjunta dos dois entrevistados o "Abecedário a rimar", que consiste num livro e "compact disc" pedagógicos sobre o abecedário escrito por Glória Marreiros e musicado pelo Afonso Dias; relato de como surgiu a ideia de se juntarem para criarem esta obra; realce para a necessidade da pedagogia das palavras; referência aos trajectos profissionais diferenciados dos entrevistados; Afonso Dias interpreta a canção das Letras A e C alternado com explicação do processo de criação do livro e do CD, desde a elaboração dos poemas, passando pela composição musical até à ilustração que foi elaborada pela neta de Glória Maria Marreiros; realce para um outro livro da autoria da escritora intitulado "Vogais e consoantes de mãos dadas", também para crianças; Afonso Dias interpreta a canção da Letra G.
Entrevista realizada por Raquel Santos a Glória Maria Marreiros, escritora infanto-juvenil, e a Afonso Dias, cantor e compositor, a propósito da edição de "Abecedário a Rimar", obra pedagógica da autoria dos dois entrevistados.

https://www.paginaapagina.pt/iniacutecio/previous/3 - Blog "Página a Página" sobre a vida e a obra de Glória Maria Marreiros

https://pt-pt.facebook.com/FascismoNuncaMais/photos/gl%C3%B3ria-marreiros-da-cunha-n-1929uma-mulher-invulgar-uma-antifascista-militante-d/1682700965172609 - 2018 - Blog "Antifascistas da Resistência" com informaçãoes sobre a vida e a obra de Glória Maria Marreiros