Marreiros, Glória

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

GloriaMarreirosfoto.jpg

Maria da Glória Duarte Marreiros José.
Monchique.
Filha do conhecido poeta popular monchiquense Inácio Marreiros

  • Biografia
GLÓRIA MARREIROS, de seu nome completo Maria da Glória Duarte Marreiros José, nasceu em Monchique/Portugal, onde passou a infância e parte da sua juventude, tendo fixado residência em Portimão já há alguns anos.Filha do conhecido poeta popular monchiquense Inácio Marreiros, foi ainda na infância que a sua inspiração poética se revelou.(...) Foi catequista e, pelas suas qualidades de liderança e de facilidade de comunicação, desempenhou as funções de Presidente da Ação Católica em Monchique.(...)
Em 1991 começou a colaborar em jornais. Do Algarve, nos “Vila de Estômbar” e “Postal do Algarve”; de Lisboa, no jornal nacional “Poetas & Trovadores” e na conhecida revista “Turis Moda”, aparecendo com trabalhos seus ao lado de nomes famosos, como Dr. Alberto João Jardim, Dr. Mota Amaral, Engº Kruz Abecassis, Engº Aguiar de Carvalho, Engº Carlos Pimenta, Elísio Neves, Francisco Camilo, Dr. Barroso da Fonte e João Leal.
Tem participado em muitos Encontros de Poesia, em diversas partes do País. Poemas seus estão incluídos em diversas Antologias, entre elas, IV e V ANTOLOGIA DE POESIA PORTUGUESA Contemporânea, ANTOLOGIA DA POESIA FEMININA ALGARVIA e colectâneas, como POETA É O POVO nº 1, da Algarve em Foco Editora, POETA É O POVO nº 2, da APPA, MÃOS DADAS, da Editorial Poetas & Trovadores, COLECTÂNEA DE POESIA, do INATEL (1995), POETAS MAIÚSCULOS, do “Jornal da Amadora”, etc.
Foi autora da letra de uma das canções premiadas no III Festival da Canção Juvenil das Festas de Santa Catarina, na Praia da Rocha, tendo sido convidada no ano seguinte para fazer parte do júri desse Festival. Foi também membro do júri do VIII Festival Internacional da Canção Infantil, organizado pela Junta de Freguesia de Portimão, em 1992.
Publicou mais livros de poesia: DANÇAR NA TEMPESTADE, em 1993, EMBALAR A MÁGOA, em 1996, SILÊNCIO DO RISO (1998), TERRA DE NINGUÉM, em 2004, COLAR DE PÉROLAS, em 2006 (Prêmio Literário Paul Harris-2006), EMOÇÕES EM TERRA DOCE, em 2008, e BAILADOS SECRETOS EM NOITES DE LUZ, em 2009. David Mourão Ferreira fez um elogio manuscrito num dos seus sonetos.
Deu entrevistas em rádios sobre a sua obra poética e obteve, por todo o País, várias centenas de prêmios literários em Jogos Florais, nas modalidades de Crônica, Ensaio, Conto e Poesia. Prefaciou vários livros.
É membro da Associação dos Jornalistas e Escritores do Algarve e da Academia Antero Nobre.
Com a Tertúlia da Hélice, que frequenta, levou o conhecimento da poesia a escolas, bibliotecas, associações culturais, em apresentações de livros e sessões poético-musicais. In:https://nuhtaradahab.wordpress.com/2010/05/15/gloria-marreiros/
e http://www.caestamosnos.org/sebo/Gloria_Marreiros/Gloria_Marreiros1.htm - blogue - SEBO LITERÁRIO
  • DIGNO EXEMPLO

Dedicado aos meus AMIGOS: Drª Maria José Fraqueza e Sr. Rui Fraqueza nas suas Bodas de Ouro. (24 de Janeiro de 2010)

Venero o vosso exemplo, a vossa luz,
e sinto-me pequena, ante a grandeza
do vosso imenso amor e da pureza
que faz lembrar a paz que há em Jesus.

Foi há cinquenta anos. Faz-se jus
à Zezinha e ao Rui que, com firmeza,
puseram suas vidas sobre a mesa,
onde um círio aceso inda reluz.

O céu desceu à terra neste dia,
com lírios de louvor e de magia
e os anjos ajoelham com fervor.

Desfolho o vosso livro, onde contemplo
o sonho de seguir o vosso exemplo,
mas não sei se consigo tanto amor!…

  • CONCLUSÃO


Eu procurei o mundo, ao desvario,
na ânsia de encontrá-lo num poema.
Queria que ele fosse a vida, o tema,
a correr no meu peito, como um rio.

Queria-o majestoso, amplo de brio,
anunciando a luz, clara e suprema,
duma paz duradoira, aonde o lema
fosse amor, saciando o meu vazio.

Nesta minha procura desmedida,
teci sonhos e ninhos sobre a vida,
para amparar a dor, em manhã calma…

Mas quando o sol se fez uma ilusão,
cheguei, por fim, à dúctil conclusão
que o mundo trago-o eu dentro da alma!

In: https://nuhtaradahab.wordpress.com/2010/05/15/gloria-marreiros-livro-de-poesias/ - blogue Oceano de Letras

  • ERA NOVA

Desponta a Primavera, em meu regaço,
Com odores de vida e de esperança.
As andorinhas trazem confiança
À magia do sonho, onde me enlaço.

Partiu o melancólico cansaço
Que eu trazia, de outrora, como herança.
Agora as madressilvas são pujança,
Em braçadas de luz no meu espaço.

Açudes, onde a água é cristalina
Lavam tempos antigos, outra sina,
Regam o despertador da nova era.

O tempo que vivi não volta mais,
Mas voltam rosas brancas nos beirais,
E volta, em cada ano, a Primavera!


  • Bibliografia


ROCHEDO DE SOLIDÃO, 1988
DANÇAR NA TEMPESTADE, 1993
EMBALAR A MÁGOA, 1996
SILÊNCIO DO RISO, 1998
TERRA DE NINGUÉM, 2004
COLAR DE PÉROLAS, 2006
EMOÇÕES EM TERRA DOCE,2008
BAILADOS SECRETOS EM NOITES DE LUZ,2009
E DEPOIS DO AMANHÃ, em parceria com o Engº e Sociólogo Tito Olívio

Rochedo-de-Solidao.jpg

  • Pode saber mais sobre Glória Marreiros nos seguintes links:

http://www.carlosleiteribeiro.caestamosnos.org/Grandes_Entrevistas/Gloria_Marreiros.html - "GRANDES ENTREVISTAS" A GLÓRIA MARREIROS, por Carlos Leite Ribeiro

https://elosclubetavira.blogs.sapo.pt/tag/%22poetas+algarvios%22 - Glória Marreiros ganhou o Prémio Literário Paul Harris, em concurso no âmbito dos países de língua portuguesa com o seu livro “Colar de Pérolas” (2006)
https://slideplayer.com.br/slide/17696491/