Marques, Franklin

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

Franklinmarques.png

  • Franklin Marques

Tavira, 21/5/1936 - Faro, 2008.
Professor em São Bartolomeu de Messines, Olhão, Loulé e Faro.
Aluno em meados do século XX e professor nas últimas décadas do mesmo século na Escola Industrial e Comercial de Faro / Escola Secundária de Tomás Cabreira, dinamizador desportivo e cultural, Fundador do jornal "Os Costeletas" da AAAAETC - Associação dos Antigos Alunos da Tomás Cabreira.


  • Requerimento de FM in "O Livro"

Quero aproveitar
esta ocasião
pra solicitar
um favor

ao Sr. Director. *

Ora vamos lá então

Aqui a “semana passada”
(como deve estar lembrado…),
a turma foi confrontada
com um ponto bem “puxado”.

(Um ponto que sabia
Ser só de Pedologia.)

Mas acontece que o “dito”,
com Três perguntas somente,
era “puxado”, repito,
virou a cabeça à gente!

(À gente…quero dizer:
aos outros, está bem de ver!)

Pois… (…)

Como sempre acontecia,
trazia a matéria em dia.
- Quem vai disso duvidar?
Preparado sim senhor:
- passei no dia anterior
dez minutos a estudar…

Tinha pois obrigação
de botar um figurão.
E foi o que sucedeu.
Estou certo que mais ninguém
Assim, tão depressa e bem,
às três questões respondeu!...

Ninguém imagina que pena
me fez aquela pequena
que, à minha frente, ficava. **
Inda dei uma espreitadela
só pra ver se o ponto dela
tão bom como o meu estava…

Mas não fui compreendido.
E até fui repreendido
eu, que só queria ajudar…
Pois o senhor entendeu
que, ao fim e ao cabo, eu
pretendia copiar! (…)

Longe de mim tal ideia.
Copiar? Que coisa feia
que eu nunca fiz, já se vê…
Pois, quem acima de tudo
coloca sempre o estudo,
há-de copiar… pra quê?

Mas passemos adiante:

Logo após um curto instante,
com certa surpresa minha
(e muda interrogação!...),
vejo-o premir um botão:
- o botão da campainha.

E, no seguinte momento,
acudindo ao chamamento
(Lembra-se bem? Eu não minto!),
como sempre,
e com seu ar respeitoso,
surge na porta o Jacinto.

- Olhe, faça-me um favor
(Disse-lhe, então, o senhor
quando à porta o viu parado):
peça ali ao Canas, já,
e, depois, traga-me cá
o tal lápis encarnado!... (…)

Fiquei todo sorridente,
feliz da vida, contente.
- Quem não ficava? Pudera!
Mereciam ser destacadas,
a vermelho sublinhadas,
as três respostas que eu dera!

Mas veio o dia fatal
da entrega. E, afinal,
nem queria crer no que via:
- em diagonal, traçados,
três riscos bem carregados
cada resposta trazia.

Prejuízo! Iniquidade!
Um brado aos céus, na verdade.
Mas, felizmente, há leis novas
que me podem proteger,
pelo que passo a requerer
uma revisão de provas…

E, se alguém pensa que é treta
esta história completa,
que tenho vindo a narrar
da maneira que consigo,
veja bem! Trago comigo ***
o tal ponto… de espantar!!!


  • Breve Bibliografia:
Na capital algarvia Franklin da Ascensão Rodrigues Marques frequentou o Ensino Pimário, a extinta Escola Técnica Elementar Serpa Pinto, a então Escola Industrial e Comercial Tomás Cabreira e a escola do Magistério Primário, onde concluiu o seu curso de Professor. Foi distinguido pela Câmara Municipal de Faro com a «Medalha de Mérito» e pela Federação Portuguesa de Atletismo. Fez parte da equipa da Direcção Regional de Educação do Algarve, onde se manteve até à aposentação.
in blogue "Costeletas" por João Leal.


  • Bibliografia (a completar):

-O Livro.


  • Veja mais sobre Franklin Marques nos seguintes links:

- No blogue Cont'Arte

in https://arquivo.pt:
-2003- Artigo de Franklin Marques sobre o 1º aluno do Agr. Tomás Cabreira, em 1888.

-2008- Fotografias antigas de grupos de alunos dos anos 40 e 50 legendadas por Franklin Marques.

-2009-Comentário sobre o facto de a CMF ir atribuir o nome de Franklin Marques a uma rua de Faro.

-2009-Texto dos Costeletas de homenagem a FM. Contém 2 poemas de Mª José Fraqueza e João Brito e Sousa.

- 2016 - Artigo de João Leal sobre a escola TC e antigos alunos, entre os quais FM.