Magalhães, Joaquim

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

Joaquimmagalhaes1.jpg File:JM entrevistado em 1997 para o jornal escolar Quebra-Mar da escola JM por Sónia, Lourenço e Tiago.jpg Joaquimmagalhaes-capa-livro.jpg Joaquimmagalhaes-pintura-de-j-c-vicente-de-brito.jpg

  • Joaquim da Rocha Peixoto Magalhães

Porto, 1909 - Faro, 1999.
Professor, escritor.
Professor e reitor do Liceu de Faro / Escola Secundária João de Deus, em Faro.
Patrono da Escola de 2.º e 3.º ciclos do Agrupamento Tomás Cabreira, em Faro.


  • Excerto de uma carta de Joaquim Magalhães:

"Loulé, 5 de Janeiro de 1940

Meu querido Pai:
(...)
Estamos quási no fim das férias. Tencionamos estar em Faro de domingo, à noite, em deante.
E, como novidades, além da boa viagem dos excursionistas a Lisboa, nada de interessante ou agradável a assinalar. Contudo, já veio anunciado que para ajudar a manter equilibrado o orçamental geral do Estado, teremos qualquer dia um novo desconto no vencimento de não sabemos ainda quantos por cento. Como ajuda de custo pelo aumento sensível dos preços em algumas parcelas do orçamento particular de cada um, esta medida é pelo menos original.


  • Biografia Breve:
Joaquim da Rocha Peixoto Magalhães, licenciado pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (1931); professor efectivo dos Liceus (1934-1975); reitor (1969-1974) e presidente do Conselho Diretivo do Liceu de Faro (1974-75).
"Secretário" de António Aleixo foi o impulsionador/responsável pelas primeiras edições das obras do poeta do povo.


  • Bibliografia:

- Romance do Poeta Aleixo. Faro: [s.n.], 1959.
- Esboço do perfil literário de Teixeira Gomes. Faro: Câmara Municipal de Portimão, 1960.
- A aventura poética de Emiliano da Costa. Faro: [s.n.], 1962.
- Ao encontro de António Aleixo. Lisboa: Fundo de Apoio aos Organismos Juvenis, 1978.
- Acerca de Bernardo de Passos: poeta da ternura. Lagos: Grupo de Estudos Algarvios, 1978.
- Mais uma fala acerca de João de Deus, separata dos Anais do Município de Faro, nº VIII. Faro: [s.n.], 1979.
- Alocução sobre a integração de Silves. Silves: Câmara Municipal de Silves, 1979.
- Alocução Comemorativa da tomada de Faro aos Mouros, separata dos Anais do Município de Faro, nº XI. Faro: [s.n.], 1982.
- João de Deus, este desconhecido. Lisboa: Escola Superior de Educação João de Deus, 1995.
- Pretérito Imperfeito. Faro: Algarve em Foco, 1996.
- Cartas sem código postal. Tavira: Câmara Municipal de Tavira, 1999.

  • Bibliografia sobre Joaquim Magalhães:

- Magalhães (Joaquim) de Mário Lyster Franco, in Compilação do II volume da Algarviana [texto dactilografado], [198-].
- Docentes e Estudantes da Primeira Faculdade de Letras da Universidade do Porto – Joaquim Magalhães, (disponível em linha no sítio da Universidade do Porto, 2008.)
- Joaquim Magalhães, o Paladino da Poesia Algarvia de José Carlos Vilhena Mesquita, in Stilus, Revista de Cultura Regional, nº2, Janeiro-Junho 2000.
- Toponímia: Avenida Joaquim Magalhães. Loulé: Câmara Municipal de Loulé, 2009.
- Toponímia de Albufeira: Rua Joaquim Magalhães. Albufeira: Município de Albufeira/Comissão de Toponímia, 2008.
- Joaquim Magalhães - Uma Escrita na Primeira Pessoa de Joaquim Romero Magalhães (filho de JM), 2017.


  • Veja mais sobre o Professor Joaquim Magalhães nos seguintes links:

[1]

  • in https://arquivo.pt:

-1998 -Notícia do jornal "O Público" de 3 de Abril de 1998, com o título "Descobrimentos portugueses desafiam a imaginação de professores e alunos de Faro" - no âmbito da Expo 98 os alunos da Escola Joaquim Magalhães fizeram um cortejo histórico constituído por mais de três centenas de personagens, reconstruindo ao "vivo e em directo" uma viagem marítima à India, com a presença do seu patrono, Prof. Joaquim Magalhães

-1999- Programa das "Comemorações do 100º aniversário do nascimento de António Aleixo " do qual destacamos a Comissão de Honra " Comissão de Honra- Presidente da Comissão de Honra, Sua Excelência o Presidente da República Dr. Jorge Fernando Branco Sampaio. Comissão de Honra Sua Excelência o Primeiro Ministro Eng.º António Manuel de Oliveira Guterres.S. E. o Ministro da Cultura Prof. Doutor Manuel Maria Ferreira Carrilho. Governador Civil de Faro Eng.º Joaquim Américo Fialho Anastácio. Presidente da Assembleia Municipal de Loulé Dr. Luís Filipe Madeira. Presidente da Câmara Municipal de Loulé Prof. Joaquim dos Santos Vairinhos. Presidente da Câmara Municipal de V.R.S.A. Eng. António Maria Farinha Murta. Reitor da Universidade do Algarve Prof. Doutor Adriano Lopes Gomes Pimpão. Reitor do Instituto D. Afonso III Prof. Doutor Ventura de Mello Sampayo. Dr. Joaquim Peixoto Magalhães. Dra. Lídia Jorge. Dra. Maria Aliete Galhoz. Prof. Arnaldo Batista Saraiva. Dr. Vítor Manuel Gonçalves Aleixo

-1999- Texto comemorativo do JN sobre António Aleixo aquando do centenário do seu nascimento, com o título "Poeta António Aleixo morreu há meio século. Vida do poeta querido pelos pobres e desprezado pelos ricos vai ser posta numa biografia, prefaciada por Jorge Sampaio", com várias referências a Joaquim Magalhães : " Autodidacta, as primeiras edições da sua obra, disseminada oralmente, foram promovidas pelo professor Joaquim Magalhães, recentemente falecido, que recolheu sistematicamente todo o manancial, quer a partir do próprio autor, quer de amigos e conterrâneos de António Aleixo.Aliás, no editorial do segundo volume da obra "Este Livro que vos Deixo", Joaquim Magalhães mostra o seu reconhecimento ao poeta algarvio por este o considerar o seu "secretário de confiança", funções em que foi investido com uma simples quadra: "Não há nenhum milionário/ Que seja feliz como eu/ Tenho como secretário/ Um professor do liceu"."A honra deste cargo foi confirmada mais tarde por um outro diploma ainda mais imperativo e carinhoso", refere Joaquim Magalhães, citando António Aleixo: "O tal Aleixo, o poeta/ Que dizem ser de Loulé/ É uma figura incompleta/ Sem o Magalhães ao pé".

- 1999- - 1999 -Texto sobre a fundação do Conservatórios Regional de Faro do qual o prof. Joaquim Magalhães também foi um dos grandes impulsionadores.

-1999- Texto do Expresso sobre a obra teatral de Teresa Rita Lopes apresentada pelo grupo ACTA com referência ao "veterano mestre Joaquim Magalhães (recentemente homenageado pelo «JL»), e que foi a presença de honra na estreia deste espectáculo encenado por José Louro"

-2004-Texto de Helder F. Raimundo sobre a homenagem devida a Joaquim Magalhães "...o pedagogo e homem de cultura que, vindo do Porto, lançou no Algarve as raízes de uma intensa actividade cultural que ainda hoje perdura. Mais conhecido por ter sido “o secretário do poeta Aleixo”, Joaquim Magalhães fundou o Círculo Cultural do Algarve, associação de prestígio da cidade de Faro. Com Pinheiro e Rosa, Lyster Franco e José Neves Júnior, constituiu uma plêiade de homens cultos das ciências e das letras que marcaram muitos de nós."

-2009- Texto de Joaquim Magalhães escrito em 1943 sobre o Poeta António Aleixo do qual transcrevemos o seguinte excerto:"O poeta António Aleixo, cauteleiro e guardador de rebanhos, cantor popular de feira em feira, pelas redondezas de Loulé, é um caso singular, bem digno de atenção de quantos se interessam pela poesia. Embora não totalmente analfabeto – sabe ler e tem lido meia dúzia de bons livros – não é capaz, porem, de escrever com correcção e a sua preparação intelectual não lhe dá certamente qualificação para poder ser considerado um poeta culto. Todavia, há nos versos que constituem este livro uma correcção de linguagem e, sobretudo, uma expressão concisa e original de uma amarga filosofia, aprendida na escola impiedosa da vida, que não deixam de impressionar.

-2009- Texto da Governadora Civil do Distrito de Faro Isilda Varges Gomes no Centenário de Joaquim Magalhães, onde refere: "Mas não se pode falar da vida cultural algarvia sem referir o nome do Professor Magalhães, com um assinalado destaque para o que foi a sua «parceria» com o Poeta António Aleixo, a fundação do Círculo Cultural do Algarve, da Aliança Francesa de Faro, do Conservatório Regional do Algarve, das centenas de conferências que proferiu e da presença nos júris de outras tantas centenas de Jogos Florais e da sua participação cívica na Misericórdia de Faro, na Câmara Corporativa, na Mutualidade Popular, na Associação Algarvia dos Pais e Amigos das Crianças Diminuídas Mentais, do Rotary Clube de Faro, da direcção do semanário «O Algarve», decano da Imprensa Algarvia, em suma uma vida consagrada a servir a Comunidade, numa entrega total.

Joaquimmagalhaes.jpg
Gente ilustre de Faro, 6 de Julho de 1947 no Hotel Aliança. Fotografia do Facebook "Faro Caixa de Memórias".