Lima, Josefa de

From Wikipédia de Autores Algarvios
Jump to: navigation, search

JosefaF.jpg

Josefa de Lima
Nasceu em Vila Real de Santo António e vive em Albufeira.
Professora. Poeta.
Mulher de cultura algarvia.
Enquanto professora, recebeu o Prémio Liderança da Juventude (Excelência), da Fundação Jack Petchey, em 2008 e o Prémio Técnica do Ano em 2008 e em 2009.
Enquanto poeta, em 1988 recebeu uma Menção Honrosa no “Concurso Ano Internacional da Paz”, com o Poema “À Esquina do Olhar”; em 1996 o Prémio do Concurso “Quadra a Lisboa” e, em 1997, recebeu uma Menção Honrosa no “Concurso Quadras a St.º António”.

  • A Palavra

Entre os dedos volantes
do silêncio e da água
nasceu a palavra

A palavra é
a minha nudez
pela palavra liberto-me
da canga que resta
no pescoço já roçado


Serei minúscula gota de água
na garganta de uma ave
ou na corola de uma flor

serei incandescente poalha
na cauda de um cometa
e aterrarei no magma
adormecido numa praia qualquer

serei minúsculo grão
no seio de uma ostra que me cinge
em concêntricos abraços
com seu pranto alcalino

pérola serei
na rede dos mergulhadores
para riqueza e sustento de todos

serei
húmus raiz caule flor fruto
a colher por quantas mãos abertas
serei semente e pão
para todas as bocas do mundo


Colado à fragrância da rosa
o movimento do ser
que dança e flutua
negando a gravidade

nesse singular momento
no espaço e no tempo
flor e ser
são já eternidade

- poesias de Josefa Lima retiradas do blog Rumo ao Nosso Sul<br /


"Magnânima, de māos sempre abertas, rasgado sorriso. Alta e forte - corpo de terra - lenço atado por baixo do queixo, avental atado sobre a saia rodada, ampla e longa, semeada de brancas, miudinhas, num fundo escuro.
Os seios enormes que lhe sobravam na blusa de botões prestes a saltar aliados à palavra fluente dita em ocasião própria, espirituosa e divertida, davam-lhe um "certo ar", como dizer? imponente. O olhar triste e desenganado, por certo não condizia com o que atrás foi dito, mas como um íman, atraía um desfiar de desgraças e de alegrias de quantos, dela, se aproximassem. Para todos, a dona Patronila tinha sempre una palavra de conforto e de esperança, e um abraço que distribuía sentidamente.
Possuía, ainda, uma qualidade invejável para a época: sabia ler e escrever."
In : Dona Petronila: Emergências Da Memória

https://www.amazon.co.uk/Dona-Petronila-Emerg%C3%AAncias-Josefa-Lima/dp/8499937268
  • Biografia
Nascida em Vila Real de Santo António e residente em Albufeira, Josefa de Lima é uma ilustre poetisa e mulher de cultura algarvia.
Licenciada em Sistemas Europeus de Educação de Infância, com especialização em Práticas Pedagógicas e Metodologias na Educação da Infância na Universidade Autónoma de Barcelona, Josefa de Lima teve uma vida dedicada ao ensino, que conjugava com uma impressionante actividade social e cultural.
Começou por publicar a sua poesia em jornais, ainda na década de 1970, tendo visto poemas seus em jornais como “Jornal Tamar”, de Cascais; “Jornal de Queluz”; “Informilo”, um Boletim de Esperanto; “Mensageiro” e “Brigantino”. Para o “Jornal do Algarve” escreveu novela e artigos de opinião. No entanto, a ligação de Josefa de Lima à comunicação social não se limitou à simples publicação de textos. Foi Chefe de Redacção de “O Casapiano” e fez a coordenação da Página Infanto-Juvenil do jornal “ O Casapiano” e no “Portugal das Comunidades”. Em finais dos anos 1960 iniciou-se na Rádio Peninsular, com o programa “A Voz da Casa Pia”. Criou, igualmente, a rubrica “Momento Cultural”.
Actriz, participou em várias peças vocacionadas para um público mais infantil e juvenil. Além da representação, faz, igualmente, adaptação, coreografia, figurinos e cenários teatrais.
Declamadora, foi editado um CD com poemas seus, ditos pelos alunos do 8º ano do Agrupamento de Escolas Diamantina Negrão, em Albufeira. Fez declamação em vários eventos culturais, apresentações de livros e feiras do livro.
Biografia de Josefa Lima retirada do link : https://www.algarvemarafado.com/2016/03/14/josefa-de-lima-mulher-de-cultura/
  • Bibliografia

1987 – Dona Petronila (novela) – Jornal do Algarve.
1987 – Raízes Referências Emoções – (texto bilingue) – parceria c/ Santos Pinto
1988 -À Esquina do Olhar Menção Honrosa-Prémio Poesia Ano Internacional da Paz – prefácio de David Mourão Ferreira; capa do escultor Martins Correia;
1996 – Prémio Concurso Repórter Escolar – Instituto de Inovação Educacional “A Ciência no Jardim de Infância” – (artigo) editado na revista Noesis e Workshop de Jornalismo (Prémio) Antologia de Escritores de Albufeira (Prosa/Poesia) – edição da C.M.A.
2009 – Pulsações (poesia) – Junta Freg. Olhos de Água/Câmara Municipal de Albufeira
2009 – “Concurso de S. Valentim”- Quadras: -Clube Avô Albufeira – CMA
“ Meu Amor tu és o Sol” (vencedora pela Freg. Olhos de Água);
2010 – O Jardim Encantado ou o Segredo da Brisa – Conto Infanto-juvenil – edição da C.M.A.
Projecto: Albufeira Cidade Educadora – Lançamento nos Paginários: Salão Nobre com dinamização teatral de (diálogos) jovens actrizes do CTC – Luísa Monteiro.
2012 - No Sul as Mimosas(poesia) Arandis Editora

LivrosJosefa.JPG

https://www.amazon.com.br/Pulsa%C3%A7%C3%B5es-Josefa-Lima-ebook/dp/B07V6BW8XW https://www.amazon.ae/Esquina-do-Olhar-Josefa-Lima/dp/8499932401 - Josefa de Lima e Sérgio Brito apresentam livro de poesia " Confluências" em Albufeira